Conteúdos > Notícias

Porque utilizar madeira de florestas naturais amazônicas ajuda a conservá-las?

Publicado em 16 de Março de 2018
Você sabia que ao utilizar madeira nativa está ajudando a conservar as florestas e toda a biodiversidade que ela abriga? E, além disso, apoiando o desenvolvimento da economia, com geração de impostos e renda?

Em Mato Grosso isso é uma realidade. A madeira de florestas nativas é uma das principais fontes de arrecadação de recursos e geração de empregos, tendo origem em planos de manejo florestal sustentável, que atendem a legislações ambientais e trabalhistas rigorosas.

O manejo florestal mantém, em média, 97% das árvores das árvores em pé, porque só é permitido cortar as que têm mais de 50cm de diâmetro e, a maioria em uma floresta nativa, está abaixo desta classificação.

Ao utilizar madeira nativa você também contribuiu no combate ao aquecimento global, já que as florestas nativas manejadas capturam, segundo pesquisas científicas, 10% mais gás carbônico, principal causador do efeito estufa.

Apesar de todos esses benefícios, é comum atribuir ao setor florestal, equivocadamente, a responsabilidade pelo desmatamento da floresta amazônica. Por isso, é preciso esclarecer que o desmatamento retira toda a floresta e transforma a área em outra cultura. Diferente do manejo florestal sustentável onde são colhidas apenas algumas árvores, conservando a floresta, mantendo a biodiversidade e os serviços prestados por ela.

MANEJO FLORESTAL É DIFERENTE DE DESMATAMENTO. NO MANEJO SÃO COLHIDAS APENAS 3% DAS ÁRVORES, MANTENDO A FLORESTA EM PÉ. NO DESMATAMENTO, TODA A FLORESTA É SUBSTITUÍDA POR OUTRA CULTURA.

Antes de ser colhida, cada árvore é registrada em um mapa com coordenadas geográficas, é identificada botanicamente e tem suas dimensões aferidas. Tudo isso é lançado em um sistema de controle online e inserido em documentos para fins de fiscalização.
Todo esse controle é para garantir ao mercado consumidor de madeira nativa um produto de origem confiável. E, nesse aspecto, Mato Grosso é um estado referência, com mais de três milhões de hectares de florestas nativas sendo cuidados através do manejo florestal.

O MANEJO FLORESTAL PERMITE COLHER A MADEIRA E, AO MESMO TEMPO, CONSERVAR TODA A RIQUEZA DA FLORESTA, APLICANDO TÉCNICAS DE BAIXO IMPACTO.

O Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (CIPEM) trabalha para que a madeira nativa seja sempre um produto sustentável.

Faça parte desse grupo! Utilize madeira nativa de Mato Grosso e ajude a conservar as florestas amazônicas.