Conteúdos > Notícias

Madeira curta de MT poderá enfrentar crise

Publicado em 18 de Maio de 2016
Instalada em São José dos Pinhais no Paraná, a indústria Novo Piso, que trabalha na fabricação, venda interna e exportação de piso natural de madeiras nativas e plantadas e atende cerca de 700 lojas no exterior e outras 20 brasileiras esteve entre o roteiro da comitiva dos diretores do Cipem. Para eles, a vista foi uma oportunidade de destinar a madeira curta, tida em abundância em MT.

“Essa indústria, trabalha transformando o que chamamos de “lixo”, ou seja, as madeiras curtas, em pisos de madeira natural primorosos. Esses pisos são vendidos no exterior e em outras tantas lojas aqui no Brasil, agora em visita descobrimos que a empresa está encontrando dificuldade para localizar matéria prima, e nós de MT temos essas madeiras estocadas em nossas indústrias. Sem dúvida, essa é a oportunidade que faltava para ampliarmos nossos negócios e driblarmos a crise, fomentando sobre tudo, o crescimento da economia de nosso Estado”, explica Claudinei Melo Freitas, presidente do Sindinorte (Sindicato das Ind. Mad. do Médio Norte de MT).

Segundo o empresário Fábio Scandian, da Novo Piso, os mercados mais exigentes como os Estados Unidos da América e a China, preferem piso sólido de floresta nativa. Para as exportações são preferenciais às seguintes espécies; Jatobá e Sucupira pura.