Conteúdos > Notícias

Gratidão!

Publicado em 04 de Fevereiro de 2021
O setor de base florestal organizado tem como objetivo majoritário a sustentabilidade da atividade em todos os ciclos da madeira nativa.

Valdinei Bento dos Santos
Diretor-executivo do CIPEM

Enfim, é olhar para o passado e projetar o futuro da produção, respeitosamente utilizando a madeira nativa com o sentimento de dever cumprido e a certeza de que estamos no caminho do bem, mesmo por diversas vezes enfrentando adversidades. E mesmo sob dúvidas e questionamentos “dos de fora”, manter-se firme a respeito do grande objetivo deste segmento econômico, social e sustentável.

Mato Grosso e a direção de suas ações rumo à conservação de suas florestas, capitaneado pela organização da base florestal tornou-se referência e, mais que isso, de atuações sem igual e cada vez mais um expressivo e importante modelo para outros estados, quiçá, países.

Por fazer parte da construção de uma vida melhor e promover melhorias em um setor tão importante para o planeta, em especial, para esta nação.

O sentimento que fica é um só: Gratidão!

Gratidão por integrar este segmento que tem seu início na conservação das florestas por meio do Manejo Florestal Sustentável e segue cautelosamente toda uma cadeia de geração de emprego, renda e divisas, desde os trabalhadores até a grande responsabilidade da arrecadação de um Estado continental como Mato Grosso!

Gratidão por participar de um setor econômico que promove desenvolvimento com origem em um produto sensacional, natural, renovável: a madeira nativa!

Grato por poder desenvolver aqui meu papel na sociedade, inserido neste segmento que tem o foco principal na sustentabilidade, logo, na perenidade de todas as atividades. Em especial, a da construção civil, responsável por promover desde o desenvolvimento ao abrigo de pessoas e embelezamento dos meios ambientes urbanos.
Esta mesma atividade é responsável pela promoção do sequestro de carbono e a regulação do clima.
É esta mesma gratidão que me leva a perseverar em favor da economia florestal e contra a ilegalidade, corrupção, inverdades e tanto quanto mais possa ferir esta organização.
Finalmente, gratidão!