Conteúdos > Notícias

Campanha combate desinformação sobre setor de florestas nativas

Publicado em 07 de Agosto de 2020
É MADEIRA. É NATIVA. É DE MATO GROSSO!

 

Vídeos trazem informações sobre florestas, usos da madeira e compromissos do setor com a conservação

 

Todos sabem a importância das florestas em nossas vidas, concordam com a necessidade de conservá-las e sabem o risco que representa perdê-las. O que é pouco divulgado é que o setor florestal é um forte aliado nessa tarefa.

Pensando em melhorar o diálogo com a sociedade sobre o assunto, o Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (CIPEM) está lançando campanha publicitária “é madeira, é nativa, é de Mato Grosso”, para orientar e levar informações confiáveis à população. A entidade quer desmistificar conceitos, aportar informações qualificadas e estimular o debate para o melhor entendimento de um dos setores econômicos que mais sofrem pressão mundialmente. “Queremos falar com as pessoas. Mostrar como trabalhamos e o quanto estamos comprometidos com a conservação das florestas, que são a razão da nossa atividade”, explica Rafael Mason, presidente do CIPEM.

A campanha é composta por uma série de vídeos que vão abordar temas relativos ao papel ambiental e socioeconômico das florestas, as diversas possibilidades de usos da madeira, a presença desse material na vida das pessoas ao longo dos anos e, principalmente, demonstrar os compromissos do setor com a sustentabilidade e a legalidade através do manejo florestal sustentável.

De acordo com o CIPEM, em uma sociedade onde as informações circulam rapidamente e por muitas frentes, inclusive com debate nacional de combate a “fake news”, é necessário ter uma comunicação acessível e confiável, que permita a compreensão rápida, correta e fácil, mesmo de um tema ainda complexo e repleto de estigmas.

Segundo Mason, mais do que informar, o objetivo é possibilitar que as pessoas entendam o setor e saibam que existe madeira nativa de origem legal e sustentável. “Queremos que as pessoas compreendam o que fazemos e como trabalhamos. Acreditamos que isso também vai ajudar a conservar as florestas, pois torna possível que a população comece a exigir, de maneira mais efetiva, madeira nativa de comprovada origem legal, de áreas de manejo florestal sustentável”, reflete o presidente da entidade.

Para o CIPEM é fundamental que a sociedade receba informações corretas e qualificadas, pois só assim será capaz de se manifestar em favor da legalidade e da conservação. “Se não tivermos essa clareza, a floresta estará ameaçada”, pontua Mason.

Os vídeos serão divulgados nas mídias sociais do CIPEM e em canais de televisão a partir de 10 de agosto.

SOBRE O SETOR FLORESTAL EM MATO GROSSO

Mato Grosso possui cerca de 3,7 milhões de hectares de florestas nativas privadas conservadas por meio de Manejo Florestal Sustentável, com expectativa de chegar a 6 milhões de hectares até 2030. A atividade é composta por mais de 3 mil empreendimentos florestais ativos, sendo cerca de 1.500 indústrias e comércios - que, juntos, empregam cerca de 90 mil pessoas direta e indiretamente. Ao todo, 44 municípios mato-grossenses têm como base econômica a atividade florestal, colocando o setor na 4ª posição no ranking da economia estadual, importante gerador de divisas

SOBRE O CIPEM

É a união de oito sindicatos patronais de base florestal, que tem o objetivo de organizar e fortalecer o setor. Incentiva a produtividade e o consumo consciente de madeira nativa e seus subprodutos de forma sustentável, com respeito à legislação vigente e em harmonia com o meio ambiente.

 

Mais informações:

Valdinei Bento dos Santos

valdinei@cipem.org.br

65 99350-5828